Criptografia

criptografia é muito antiga, pois sempre existiu a necessidade de trocar “segredos” assim como a criptologia também é antiga, pois também sempre houve a necessidade de saber segredos alheios.
Quem assistiu o filme 300, certamente se lembrará de Xerxes, o Rei Persa vivido pelo ator brasileiro Rodrigo Santoro.
Mas o que tem a ver? Bem Heródoto o filósofo relatou que Demarato, um grego exilado que vivia na Persia, soube que Xerxes planejava atacar os Gregos e raspou a cera de um par de tabuletas escrevendo uma mensagem sobre o ataque, e novamente as cobriu com cera. Assim poderia enviar as tabuletas sem problemas para Leônidas que precisaria apenas raspar novamente a cera e se armar para a guerra.
Essa técnica, é conhecida como Esteganografia, a mesma ideia foi usada pelo traficante “ Juan Carlos Ramirez Abadia” que ocultava nas imagens da gatinha “Hello Kitt” textos e sons para enviar comandos aos outros traficantes.
Ainda em se tratando da esteganografia, muitos outros meios foram usados no intuito de ocultar mensagens, algumas curiosas como:
Cortar o cabelo, escrever a mensagem, esperar o cabelo crescer e passar pelos guardas…
(Sem banho durante quanto tempo???)
Ou escrever com um solução em um ovo cozido e a tinta penetrava sumindo da casca, mas permacendo na clara do ovo.

Na segunda guerra foi utilizado o microponto, imagine que no fim de uma carta simples e inofensiva havia um ponto final, que na realidade era um texto fotograficamente reduzido a menos de um milímetro de diametro.
Os agentes alemães operavam aqui na America Latina !! E esses micropontos foram descobertos pelo FBI em 1941.

Mensagem em um Microponto.

Criptografia e Esteganografia são ciencias independentes, mas que podem ser empregadas juntas.

A criptografia pode ser dividida em Transposição e Substituição.
A transposição é o arranjo das letras e a substituição como o nome já diz é troca por simbolos ou outras letras.

A transposição

A transposição de letras é um anagrama. E se usarmos por exemplo a palavra “FBI”, teremos apenas 6 possiveis arranjos.
Pn=N!
P3=3! = 3x2x1=6

Quanto mais letras existirem, maior será o numero de transposições possiveis, porém se não existir um padrão ou fundamento no uso da tranposição nem o receptor da mensagem secreta consiguirá ler o texto original.
Em exemplo do uso de transposição é:

Isto é Secreto -> Texto original
I T E E R T -> Escrito alternando as letras entre as linhas
S O S C E O
ITEERTSISCEO
-> Mensagem cifrada que é a primeira linha seguida da segunda….

MIOEANUTLGLÉ ? A continuação será sobre cifra de substituição.

Visite também o site :http://www.grandesguerras.com.br/relatos/text01.php?art_id=82
Fonte principal: The Code Book – Singh, Simon
http://www.simonsingh.net/

2 comentários sobre “Criptografia

  1. Fala Donda!
    Muito bom o seu blog! Só vi agora, por causa do link lá no mcse solution. Você podia colocar uns desafios matemáticos para o pessoal e também a origem do número e.
    Falou cara, valeu.

  2. imagen do caso da hello kitty , o interessante q precisou de muito conhecimento de computação para poder pegar os numeros binarios e decodificar .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s